Transição: do berço para a cama! (30/7/15)

Oi, mammies! 

 

Sempre que tem um marco importante na vida de nossos filhotes, dá um certo receio em relação ao momento certo e como fazer. Para mim foi assim quando decidi trocar o berço pela cama.

 

Meu filho estava com 2 anos e 8 meses quando fez essa transição. 

Um fato que tem me ajudado muito nesses momentos é que o Henrique é uma das crianças mais novas da sala dele, então, muitas vezes, os outros amiguinhos já fizeram a mudança e ele tem vontade de mudar também. 

 

Mais uma vez repito: a escola tem sido de FUNDAMENTAL importância! 

Desde o início desse ano, os alunos do infantil 2 têm sido conscientizados de que não são mais bebês, e quais são as atitudes que demonstram as diferenças de um bebê e de uma criança. Uma delas é justamente essa: bebês dormem no berço e garotos (as) dormem na cama.

Existe atè uma árvore no pátio da escola onde as crianças depositam itens de bebês que foram deixado para tras, como chupetas, naninhas, mamadeiras, fraldas e fotos dos bercinhos. Cada um desses símbolos vem com uma foto da criança, então é um super incentivo, pois todos querem ver suas fotos na intitulada "Árvore das Conquistas".

 

Uma dica que posso dar é a de envolver a criança nesse processo. Cerca de 2 meses antes, pedi para Henrique me ajudar a escolher a caminha dele na internet, depois fui com ele a loja, deixei que ele deitasse, brincasse no ambiente. Já que ele é louco por carros, escolhemos uma cama que simboliza um jipe. També escolhi lençóis com cores e temas que ele gosta.

Meu filho se envolveu tanto que começou a me perguntar quando chegaria a cama dele!

 

Optei pela MINI-CAMA pois eu tinha pavor só de pensar que ele poderia cair da cama. Como esse modelo é bem baixinho o tombo seria menor! Rs

Acho que fiz uma boa escolha, MAS, tem seus "contras"... É mais difícil encontrar lençóis para esse tamanho de colchão, que é maior que o berço e menor que a cama de solteiro. Além disso, é um móvel que ficará pouco tempo no quarto da criança, devido a um comprimento bem inferior a cama single.

 

Como a entrega e montagem da cama coincidiu com uma viagem nossa, deixei o berço montado por quase uma semana com medo de uma recaída do pequeno. Mas não foi preciso usa-lo. Depois que Henrique deitou na caminha, nao pediu nenhuma vez para voltar ao berço.

Confesso que desmontar o móvel que mais representava o quarto que escolhi com tanto amor para meu bebê, antes mesmo de ver seu rostinho, não foi tão fácil... Claro que sei que faz parte do desenvolvimento da criança, que fiquei super orgulhosa com o comportamento decidido do meu filho, MAS... como boa canceriana, curti uma dorzinha no peito! Rs

 

O fato que me chamou atenção nos primeiros dias foi que, ao acordar, meu pequeno chamava ao invés de simplesmente sair da cama. Acho que estava tão condicionado a isso, que essa percepção não foi instantânea. Mas, tambem, quando descobriu isso... Aparecia no meu quarto toda madrugada! Rs

Mais uma vez, foi apenas por um curto período, no momento da descoberta, e tudo se normalizou, voltando a dormir a noite toda.

 

 

E quanto a cair da cama... Aconteceu apenas uma vez e foi recentemente. Mas isso porquê a criança conseguiu virar ai contrátio, colocando a cabeça no lugar que seria dos pés! Rs Ele assustou com o tombo, mas já levantou e voltou a dormir.

 

Para quem optar pela cama de solteiro, é interessante comprar aquelas grades de proteção para as laterais da cama. Já usei em hotéis e dão uma super tranquilidade.

 

 

Essa foi minha experiencia, mas é aquela velha (e mega verdadeira!) história: cada criança é única e reage de uma maneira diferente, mas aqui em casa foi uma transição muito tranquila.

 

 

Aproveito para compartilhar dicas do site Baby Center para quem tem ou terá mais filhos:

https://brasil.babycenter.com/a3400233/a-transi%25C3%25A7%25C3%25A3o-do-ber%25C3%25A7o-para-a-cama#ixzz3idLMpDv7 )

 

"A chegada de um irmãozinho é um dos principais motivos para tirar a criança do berço. Procure fazer a transição no mínimo cerca de dois meses antes do nascimento do bebê. Assim seu filho já estará instalado na cama nova e não achará que o bebê chegou para roubar o berço dele. "

 

"Quando a criança tem um irmão mais velho, a transição costuma ser bem mais fácil, porque ela está louca para ser como o irmão ou irmã. "

 

 

 

E para os irmãos maiores, tem opções lindas com escadinhas, escorregadores, brinquedos.. Incentivo não vai faltar!

 

 

 

 

 

Tópico: Transição: do berço para a cama! (30/7/15)

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!