Presente de 3 aninhos: o primeiro cofrinho! (25/08/15)

Olá, mammies!


Dias atras estava na fila do caixa da padaria, quando vi um cofrinho digital com contador de moedas e achei o máximo! Logo lembrei do meu pequeno e fui me informar sobre a partir de que idade é indicado introduzir educação financeira na vida das crianças e compartilho aqui essas informações.


Quando Henrique tinha cerca de 2 aninhos, ele comecou se interessar pela "compra" das coisas. Dizia: "vamos comprar um carrinho?". Apesar de muita briga minha com a família que tem tendencia a ceder mais facilmente a esses pedidos, expliquei para ele que presentes são recebidos apenas em datas especiais (aniversario, dia das criancas, Natal..) ou por alguma coisa muito legal que a criança faça.

No início funcionou super bem - pelo menos comigo, porque eles sao muito espertos e sabem para quem pedir! Rs

Depois de um tempinho o discurso mudou: "mas eu não quero de presente, mamãe, quero comprar"... Oi?! Expliquei: "Se quem vai comprar não é você, então é um presente!"


Por intuição, separei aquelas notinhas de um jogo do Banco Imobiliário, e dava para ele "pagar" seus brinquedinhos, dizendo até qual valor ele poderia comprar.


Bom, de volta ao cofrinho da padaria (rs), percebi que ele estava preparado para uma "mesada", mas queria saber se isso surtiria efeito nessa idade - hoje ele tem 2 anos e 10 meses:



"... antes de iniciar esse processo, é necessário iniciá-las no contato com o dinheiro, para isso a partir dos dois anos, quando a criança começa a demonstrar desejos próprios, já é o momento de iniciar a educação financeira, mostrando o processo de troca do dinheiro por produtos." https://www.pediatriaemfoco.com.br


"A educadora financeira Cassia D'aquino afirma que quem determina o momento de falar em dinheiro é a propria crianca: 'em torno dos 2 anos e meio a criança ja se da conta de que o dinheiro existe, de que ele dá acesso as coisas e de que os pais possuem esse dinheiro'.

Por isso, qdo os filhos comecarem a pedir para comprar produtos ja e hora de inclui-los no planejamento da economia familiar."

https://www.infomoney.com.br/minhas-financas/planeje-suas-financas/noticia/2581847/como-quando-comecar-ensinar-educacao-financeira-para-seus-filhos



Após bastante leitura, cheguei à conclusão de que Henrique já pode ter um cofrinho, e esse será seu presente ao completar 3 aninhos.

Para os menores, os especialistas recomendam que o valor recebido seja SEMANAL, pois eles podem se cansar de esperar o mês todo. Uma dica é de dar por R$1,00 para cada ano de vida da criança (ex: 6 anos = R$ 6,00) e procurar poupar parte do valor recebido para um projeto maior. Mas esse calculo so vale para crianças de até 11 anos e claro que deve ser de acordo com a realidade financeira de cada família.


Ah! Também pode haver uma "recompensa" por eventuais ajudas que criança ofereça ao longo dos dias. Não seria justo recompensá-la por ter lavado seu carro, ao invés de levá-lo ao posto?

Apenas tomar cuidado para não chantagear a criança ou pagar por alguma tarefa doméstica que ela deve fazer independentemente do pagamento (por ex, arrumar os brinquedos, ou a cama, lavar louça, etc).


Adorei essas dicas abaixo:


1. Mostre sempre, em qualquer idade, que usar dinheiro é fazer escolhas. Escolhas são ótimas desde que possamos pensar antes sobre elas. Ou seja, se compro um jogo de videogame, não posso comprar no mesmo mês um boné novo.


2. Não condicione demais a mesada a hábitos e atitudes que todos devem ter. Ninguém deve ser pago para ser honesto, respeitar a si e aos outros.


3. Palavra, dia e valor combinados com os filhos devem ser respeitado pelos pais. Não use a mesada como moeda de chantagem.


4. Mostre a importância de ganhar, guardar e doar o dinheiro.


5. Habitue seu filho desde a primeira mesada a guardar de 10% a 30% para um projeto maior.


6. Construa com o filho um sonho de longo prazo (dentro da maturidade de cada criança). Por exemplo, para comprar um celular novo, mostre quantos meses ele deverá guardar o dinheiro e o quanto você poderá contribuir. Motive-o com frequência.


7. Comemore as pequenas conquistas sempre! Apoie, seja amoroso, torne gratificante fazer escolhas, esperar para conquistar e vibre quando chegar a hora.





Fonte:https:// https://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/bem-estar/noticia/2014/07/educacao-financeira-quando-comecar-e-quanto-dar-de-mesada-4553904.html



Bem, Por aqui, vou comprar um cofrinho e uma carteira e instruí-lo a guardar uma moedinha no porquinho para o presente do Natal e as outras 2 na carteira... Depois conto se está funcionando!







Tópico: Presente de 3 aninhos: o primeiro cofrinho! (25/08/15)

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!